Um projecto de investigação do CENTEC a três anos, financiado pela FCT, vai estudar os custos do transporte marítimo de curta distância através de uma ferramenta numérica
Porto seco no Egipto
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Arrancou este mês um projecto de investigação do Centro de Engenharia e Tecnologia Naval e Oceânica (CENTEC) do Instituto Superior Técnico “dedicado à avaliação de serviços de transporte marítimo de curta distância (TMCD) integrados em cadeias multimodais de transporte”, conforme nos esclareceu fonte próxima do projecto. A duração será de três anos e o financiamento provirá da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Segundo a mesma fonte, o projecto, denominado ShortSeaChain, “visa promover a utilização do TMCD por meio do desenvolvimento de uma ferramenta numérica, focada na carga contentorizada e geral, que calcule os custos de transporte, tempo de viagem e custos externos associados a soluções de transporte multimodais e unimodais, permitindo a sua comparação”.

De acordo com o esclarecimento prestado, “serão consideradas cadeias de transporte porta-a-porta, no contexto europeu, incluindo diversas combinações de TMCD, rodovia, via férrea e vias de navegação interior, quando disponíveis” e “as cargas poderão ser transportadas sob a forma de carga geral ou contentorizada”.

O objectivo é “o desenvolvimento de ferramentas de cálculo abrangentes e flexíveis que permitam identificar soluções de transporte multimodal convenientes para os carregadores” que sejam “tecnica e economicamente exequíveis sob o ponto de vista dos armadores” e ainda “identificar e caracterizar as variáveis que influenciam a competitividade do TMCD, tendo também em conta os desafios inerentes à descarbonização da economia”.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill