A presença na capital decorrerá no âmbito da 1ª Regata de Portugal
Vaivém Oceanário
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

De 3 a 7 de Outubro, o Vaivém Oceanário vai estar no Terminal de Cruzeiros de Lisboa, no âmbito da 1ª edição da Regata de Portugal, o “evento que pretende celebrar Portugal e o mar português”, inserida “no World Match Racing Tour, o maior circuito profissional de vela do Mundo”, conforme refere o Oceanário e nota divulgada à imprensa.

Durante esse período, os lisboetas poderão compreender “como o oceano nos influencia, o nosso impacto no oceano e qual é o nosso papel na sua conservação, através de actividades lúdico-pedagógicas gratuitas”, refere o Oceanário.

“Os alunos, do pré-escolar ao secundário, vão poder explorar o maior ecossistema do planeta, residência de mais de 238 mil espécies marinhas e onde há muito por revelar. Nesta viagem de ida e volta, todos vão aprender que o oceano precisa de nós e como podem ajudar a combater uma das maiores ameaças que o oceano enfrenta: o plástico”, refere ainda o Oceanário.

O Vaivém Oceanário viaja por Portugal desde 2005 e já visitou mais de 214 municípios de todos os distritos do país, incluindo regiões autónomas, levando a missão do Oceanário de Lisboa a mais de 255 mil participantes”, lembra o Oceanário.

 

Vaivém Oceanário na Regata de Portugal (Terminal de Cruzeiros de Lisboa)

Horário: Escolas/grupos/público em geral – 11h00 às 13h00 e 14h30 às 19h30

 

Nota: Foto de Pedro Pina/Oceanário

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill