Foi ontem lançado oficialmente o Geoportal SNIMar, Sistema Nacional de Informação do Mar, englobando já mais de 1500 metadados e mais de 5000 registos históricos disponibilizados pelas entidades participantes no projecto.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O SNIMar – Sistema Nacional de Informação do Mar – é um Geoportal de âmbito nacional que facilita a partilha, pesquisa e acesso à informação marinha produzida em Portugal, contendo já mais de 1500 metadados e mais de 5000 registos históricos já disponibilizados pelas várias entidades da administração pública com competências na área do mar que participam nesta iniciativa, como a APA, DGPM, DGRM, DGT, EMPC, Faculdade de Ciências de Lisboa, Gama, Governo Regional dos Açores, Governo Regional da Madeira, Instituo Dom Luiz, ICNF, IH e IPMA.

O projecto do Geoprtal SNIMar envolveu uma equipa de mais de 50 colaboradores, tendo sido co-financiado pelos EEA Grants em dois milhões de euros e pelo Ministério do Mar como contrapartida nacional de  352 941 euros, sendo gerido pelo IPMA, Instituto Português do Mar e da Atmosfera, entidade que ficará igualmente responsável por incluir novas entidades que queiram participar e partilhar a sua informação marinha através da nova ferramenta passível de ser publicamente acedida através do endereço www.snimar.pt.

Como refere Isabel Botelho Leal, responsável pela Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental (EMEPC), entidade promotora do projecto, «sabemos que Portugal dispõe de um grande volume de informação sobre o nosso mar e zonas costeiras, sobre os nossos recursos marinhos, sobre as várias actividades económicas relacionas com o mar como a pesca, transportes marítimos ou turismo. Esta informação é recolhida, por vezes de forma sistemática e ao longo de vários anos, por várias entidades da administração pública, pelas universidades e centros de investigação, por ONGs [Organizações Não Governamentais] e até por empresas privadas. Mais difícil é saber: que informação marinha realmente existe? Onde se encontra? Como pode ser acedida? O SNIMar vem dar resposta a estas questões, através de um geoportal de informação marinha disponível para o público em geral. Para quem trabalha na área do mar, é uma ferramenta há muito aguardada que vai permitir agilizar a gestão marinha, facilitar a investigação científica e promover a economia azul».



Um comentário em “SNIMar oficialmente lançado no CCB”

  1. Parece-me que vai ser uma ferramenta muito útil e poderosa, no domínio da informação, quantas vezes dispersa.
    Parabéns e muito sucesso!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Conferência: Direito e Economia do Mar

    Maio 29 - Maio 30
  2. Business2Sea 2017

    Junho 5 - Julho 6
  3. Conferência – Crescimento Azul

    Julho 10 - Julho 11
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill