A descoberta de um estaleiro na margem do Zêzere, próximo de Constância, pode trazer finalmente luz, ou evidência empírica, sobre o enigma de quem e onde e por quem foi desenvolvida a criação da Caravela que iria revolucionar a construção naval da época e permitir a Portugal cruzar os Oceanos e tornar-se na primeira verdadeira Talassocracia moderna, como nos relata Manuel Gandra, Historiador e responsável pelo Centro de Investigação da Vila da Barquinha.


7 comentários em “O enigma da invenção da Caravela e a luz que agora se abre em Constância para o resolver”

  1. Lourenço diz:

    Combinando com aquilo que o prof Gandra diz nesta entrevista, o historiador Manuel Rosa apresenta imensa documentação no livro Portugal e o Segredo de Colombo de como os nossos historiadores andam a escrever com olhos tapados. Portugal e a Ordem de Cristo foram a NASA dos séculos XV e XVI
    Recomendo que leiam

  2. Carlos Ferreira diz:

    Sim. É muito importante.

  3. Rita Inácio diz:

    Bom dia

    O Eslaleiro Naval da Ordem de Cristo não tem nada a ver com Constância, está localizado na margem direita do Zêzere, mais propriamente junto ao lugar do Cafuz, Freguesia de Praia do Ribatejo (Payo de Pelle até 9 de Setembro de 1927).
    O Professor João José Alves Dias escreve sobre Payo de Pelle e não sobre Punhete!
    Por isso, a descoberta do estaleiro feito não abre enigma em Constância, mas na Praia do Ribatejo. Aliás, a História desta Freguesia, antigamente Concelho, é um verdadeiro mistério por resolver e desvendar!

  4. Excelente entrevista, muito rica e com vários temas a explorar.

    Uma dica aos nossos historiadores, o Cardeal D. José Tolentino de Mendonça é o responsável pela grande biblioteca do vaticano, que detém milhares de livros únicos no mundo. Existem entre estes livros sobre os descobrimentos Portugueses que nunca foram lidos ou estudados por historiadores portugueses. É uma oportunidade única que o Cardeal se colocou completamente à disposição de quem queira aceder a estes documentos
    Obrigado

  5. Manuel João Silva diz:

    A arquitecta Rita Inácio foi a primeira pessoa a descobrir o estaleiro. Muitos anos já passaram e muitos vão passar e nada ficará!

  6. bruno diz:

    Bem parece que agora à falta de um estaleiro temos 2! O Sr. Manuel Gandra diz na entrevista que já la esteve no de Constância e que avistou indícios que se identificam com material de um estaleiro portanto…..

    Quanto ao segundo estaleiro aqui mencionado nos comentários que indícios existem ? Muitos e muitos barcos ainda teriam que ser construídos ai, portanto muitos e muitos pregos foram perdidos! o que eu espero de um sitio desses é ferro por todo o lado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill