Investigadores australianos desenvolveram recentemente um fato isotérmico com material resistente às dentadas de tubarão.
Flinders University
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Um grupo de investigadores da Flinders University, em Adelaide, no sul da Austrália, está a desenvolver um material (uma espécie de armadura semelhante ao «Kevlar») para fazer fatos isotérmicos, capaz de salvar a vida de surfistas que sejam alvo das mandíbulas de um tubarão.

Permitindo a total liberdade de movimentos, o fato tem como objectivo impedir que as dentadas rasguem a pele e levem a uma grande perda de sangue, grande motivo de mortes neste tipo de acidentes.

Estima-se que um grande tubarão branco tenha uma força de 1.800 kg por polegada quadrada (PSI) (sendo que uma dentada humana exerce entre 68 e 90 kg psi), gerando uma grande pressão com possibilidade inclusivamente de partir ossos, uma vez que esta espécie possui cerca de 50 dentes.

Note-se que o novo material usado no fato de protecção também será resistente ao calor e contará com uma fibra sintética robusta, geralmente utilizada em armaduras à prova de facadas e balas. Pelo que o teste dos fatos está previsto ser na costa do Golfo de Spencer, perto de Adelaide, com tubarões no seu ambiente natural.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill