A compra do Siroco e a modernização das fragatas foram decididas em Conselho de Chefes em 2006

Em resposta ao que foi dito na imprensa, a Marinha emitiu um comunicado em que explica que houve consenso entre as forças militares para avançar com a decisão, tendo sido discutido em Conselho de Chefes.

«Este navio está a ser disponibilizado pela França, em 2ª mão, com 15 anos de operação, a um preço reduzido, face à aquisição de um novo, o que constitui uma oportunidade única no contexto internacional» dita o comunicado na página da Marinha.
De acordo com a Marinha, a aquisição do navio estava prevista desde 2006, tendo sido impossibilitado até agora devido a restrições financeiras. A modernização de fragatas também foi prevista na mesma altura, para serem implementadas entre 2016 e 2022.
 «Face à enorme oportunidade da aquisição do NPL Siroco, foi considerado que a modernização das duas últimas fragatas, da classe Vasco da Gama, prevista decorrer entre 2018 a 2022, poderia vir a ser realizada noutros moldes, poupando dessa forma verbas que pudessem ser usadas para a aquisição do NPL Siroco».
A modernização tinha como fim a utilização em cenários de baixa e média intensidade sem comprometer os compromissos da NATO. «A Marinha está a preparar um documento, a ser submetido ao MDN, em que considera ser possível incluir nesta modernização a Indústria de Defesa Nacional com vantagens para o desenvolvimento deste sector e capacidade nacional, recorrendo a novos sensores e software portugueses», acrescentam.
Quanto à proposta da configuração da Esquadra, o comunicado explica que foi unânime em Conselho de Chefes, «é mais equilibrada, mais polivalente e flexível, respondendo a um leque muito mais alargado de missões e contribuindo para uma valorização da Marinha no seio das nossas alianças militares».


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill