Bote que as transportava estava a afundar
polícia marítima

No passado dia 22 de Janeiro a Polícia Marítima, que se encontra em missão na Ilha de Lesbos, desde o dia 1 de Outubro, salvou 22 crianças de um bote prestes a afundar. A embarcação encontrava-se a fazer a travessia entre a Turquia e a Ilha Grega de Lesbos.

O incidente foi detectado durante a patrulha da PM. A equipa portuguesa avistou um bote coberto de água, com dezenas de emigrantes e refugiados a bordo a necessitar de socorro, em pânico, totalmente molhados e prestes a entrar em hipotermia face às baixas temperaturas que se fazem sentir na Ilha de Lesbos.

Do bote foram resgatados 52 emigrantes, dos quais 22 eram bebés e crianças. Entre eles havia igualmente uma mulher com uma perna partida e um idoso tinha mobilidade reduzida.

Após o resgate a equipa da PM transportou os refugiados até ao Porto de Skala Sikaminea. Na travessia para lá as pessoas receberam mantas térmicas, com o objectivo de combater os efeitos da exposição ao frio. Em terra foram apoiados por diversas ONG’s e médicos que ajudaram no desembarque e no apoio aos náufragos.

A PM vai manter o seu apoio à Guarda-costeira Grega, integrada na missão da agência FRONTEX, até ao dia 30 de Setembro de 2016. Até ao momento a equipa já resgatou, em segurança e transportou para terra, mais de 2153 emigrantes e refugiados que corriam risco de vida, sendo 527 bebés e crianças.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill