A fragata Bartolomeu Dias realizou no dia 17 de Março um exercício naval de oportunidade com o navio Siroco ao largo de São Tomé e Príncipe

A fragata Bartolomeu Dias encontra-se, desde 14 de Março, empenhada na iniciativa Mar Aberto, no âmbito da cooperação entre Portugal e São Tomé e Príncipe.

A colaboração entre a Fragata Bartolomeu Dias e o navio logístico francês Sicoro respeitou ao «treino de acções de abordagem a navios suspeitos, com recurso a meios de assalto próprios de bordo, e o adestramento das operações de voo no domínio da busca e salvamento marítimo e de evacuações médico-sanitárias», refere comunicado da marinha. «O treino, que teve como cenário a ameaça real à segurança marítima no Golfo da Guiné, possibilitou ainda avaliar a interoperabilidade entre as duas unidades navais», indica ainda.

O navio da Marinha Portuguesa tem embarcados actualmente sete militares da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe na acção da iniciativa Mar Aberto.

O navio francês Siroco, que tem sido alvo de estudo para eventual aquisição por Portugal, possui capacidade para transportar um total de 470 militares.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill