Porto de Chidambaranar testa sistema no âmbito do projecto Portos Verdes
Hanjing Shipping
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A ABB India apresentou uma solução para abastecer navios no porto de V.O. Chidambaranar, o antigo porto de Tuticorin, na Índia, consonante com o projecto de Portos Verdes do Governo indiano, referem meios de comunicação internacionais.

Na Índia, a ligação à rede eléctrica para abastecimento de energia nos portos funciona se os navios estiverem adaptados a uma frequência de 50 Hz. A maioria dos navios, porém, adere aos padrões europeus de 60 Hz, e por isso depende de um gerador diesel a bordo para ter energia. Uma escala de 60 horas de um navio mercante num porto produz 360 MT (toneladas métricas) de dióxido de carbono (CO2), provenientes do abastecimento pelo gerador a diesel.

Com a tecnologia da ABB, os navios deixam de ter necessidade de recorrer ao gerador diesel para aquecimento, iluminação ou refrigeração, reduzindo as emissões de CO2 e ruído no porto. Para o efeito, a infra-estrutura portuária foi equipada com a tecnologia Shore to Ship da ABB, que inclui um conversor de frequência estática PCS100 SFC, concebido para as exigências técnicas de um porto.

O porto de V.O. Chidambaranar recebe cerca de 1.350 navios por ano e é um dos 12 grandes da Índia que vai implementar soluções no âmbito do projecto Portos Verdes.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill