Segundo a Yilport e a Operestiva, cerca de 100 pessoas, algumas das quais trabalhadoras do porto de Lisboa, intimidaram representantes das empresas durante uma tentativa de reunião no porto de Setúbal, no passado Sábado, chegando ao ponto de lançarem petardos e danificarem o veículo de um dos Directores
SOS Sado
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

No último Sábado, pelas 10 horas, a Yilport Setúbal (Sadoport) e a Operestiva – Empresa de Trabalho Portuário de Setúbal, tentaram reunir no terminal portuário do porto de Setúbal, “com 30 trabalhadores eventuais contactados” no dia anterior, mas foram confrontadas “com uma comitiva de cerca de 100 pessoas, algumas das quais trabalhadores de Lisboa, a qual demonstrou uma atitude intimidatória tendo sido lançados 6 petardos, um dos quais contra um dos veículos de um dos directores, danificando-o”, informaram as duas empresas em comunicado.

Segundo as autoras do comunicado, “os trabalhadores colocaram-se posteriormente na portaria do terminal, procurando impedir o acesso à infra-estrutra Portuária, que só abandonaram, sem reunir após uma hora e meia”, impedindo “a contratação de 30 actuais trabalhadores eventuais, para o quadro das empresas, com vínculo permanente”.

De acordo com as empresas, o objectivo do encontro era “convidar directamente um total de 30 trabalhadores eventuais, para que de ora em diante” passassem “a integrar definitivamente os quadros destas duas empresas, através da celebração de 30 novos contratos sem termo” e assim “criar condições de trabalho mais favoráveis, e contribuir para o cada vez maior envolvimento e activa participação dos trabalhadores no desenvolvimento do Terminal de Setúbal”, referem a Yilport e a Operestiva.

As administrações das empresas Yilport Setúbal e a Operestiva,porém, manifestaram disponibilidade “para procurar soluções que melhorem as condições dos trabalhadores, sempre de forma pacífica”.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário WavEC 2018

    4 Dezembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill