33 empresas foram contempladas com direitos de exploração energética
Plataforma Continental Norueguesa
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Esta semana, foram atribuídos pelo Governo norueguês direitos de exploração sobre 83 licenças de produção na Plataforma Continental Norueguesa a 33 empresas, o que constitui o maior número alguma vez atribuído numa ronda de licenciamentos, referiu o Maritime Executive.

De acordo com a publicação, das 83 licenças, 37 são no Mar do Norte, 32 no Mar da Noruega e 14 no Mar de Barents. E em 18 casos estão em causa extensões de licenças já existentes.

Á empresa energética norueguesa Equinor terão sido atribuídas 29 novas licenças, 13 como operadora e 16 como parceira. Sete são no Mar do Norte, 16 no Mar da Noruega e seis no Mar de Barents, refere a empresa.

A Lundin Petroleum, empresa petrolífera sueca, foi contemplada com 15 licenças de exploração, oito das quais no Mar do Norte, duas no Mar da Noruega, duas no Mar do Norte e cinco no sul do Mar de Barents.

A empresa de exploração de petróleo e gás alemã DEA obteve nove licenças: quatro no Mar da Noruega, três no Mar do Norte e duas no Mar de Barents. A empresa actuará como parceira em três licenças.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill