Observatório da Cooperação na Economia do Mar defende maior peso do mar nas decisões políticas

Na segunda mensagem que emite desde a sua criação, em Dezembro de 2014, o Observatório da Cooperação na Economia do Mar considera de «primordial importância» a «existência de um Ministro Adjunto do Primeiro Ministro com a responsabilidade e os meios necessários para coordenar os assuntos do mar».

De acordo com a mensagem, só desta forma será possível reduzir obstáculos e criar alinhamentos visando a coordenação eficaz e a melhor projecção da economia do mar, elevando-a a um «nível adequado à enorme dimensão do mar português».

Para os subscritores, o crescimento do volume da carga movimentada nos portos, do número de turistas de cruzeiro que visitam Portugal e das exportações não esconde o impacto negativo que a formação inadequada à oferta, a burocracia, o apoio insuficiente às PMEs e as parcerias escassas surtem na economia do mar.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill