Acção de fiscalização resultou na recuperação de mais de 200 quilos de pescado
pepinos

No passado dia 17 de Março o Comando-local da Polícia Marítima (PM) de Faro recuperou realizou uma acção de fiscalização no canal de acesso à barra comum Faro-Olhão. O resultado dessa iniciativa foi a recuperação de mais de 200 quilos de Pepino do Mar na Ria Formosa.

Segundo informações disponibilizadas pela Autoridade Marítima Nacional a Polícia Marítima acompanhou os movimentos de uma embarcação que servia de apoio a um mergulhador que se dedicava à captura desta espécie, utilizando para o efeito o equipamento completo de escafandro. Quando as autoridades se aproximaram o vigia fugiu, abandonando o mergulhador e libertando o pescado capturado. Que a PM estima ser uma quantidade superior a 150 quilos.

O mergulhador foi identificado no local, tendo a PM apreendido o material como medida cautelar. Já os 60 quilos de Pepinos do Mar foram devolvidos ao mar.

A PM, após fazer investigações em terra, conseguiu identificar o timoneiro da embarcação em fuga.

A fiscalização detectou diversas infracções, nomeadamente a quantidade permitida de apanha de pepinos do mar que era largamente excedida (até 2 Kg por pessoa), o facto de a actividade estar a ser exercida junto à barra e canal navegável, pondo em causa a segurança da navegação e do apanhador e ser proibida a prática de mergulho com garrafa na ria Formosa, não tendo inclusive o mergulhador, habilitações para exercer a actividade, colocando assim em risco a própria vida.

Nesta operação de fiscalização, estiveram empenhados três agentes, uma embarcação, uma mota d’água e uma viatura tipo pick-up do Comando-local da Polícia Marítima de Faro.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill