Companhia assinou carta de intenções para a construção de protótipo de uma nova geração navios com mais de 200 mil toneladas de arqueação bruta movidos a LNG.
msc cruzeiros

A MSC Cruzeiros acaba de anunciar uma mudança na sua estratégia. Ontem foi assinada uma carta de intenções (LOI) com a STX France para a construção de até quatro navios com mais de 200 mil toneladas de arqueação bruta, movidos a gás natural liquefeito (LNG).

O primeiro dos navios deverá ser entregue em 2022 e terá como base um novo protótipo de uma próxima geração de navios avançada e formará o que será conhecido (assim como os outros três) como a “Classe World”. As quatro embarcações representam um investimento adicional de cerca de 4 mil milhões de euros, totalizando (com as já feitas) o valor de cerca de 9 mil milhões de euros. Isto significa que, até 2026 a MSC Cruzeiros vai receber onze navios de próxima geração.

 O anuncio foi feito no Palácio Élysée na presença do Presidente Francês, François Hollande, bem como do Fundador e Presidente Executivo do Grupo MSC, Gianluigi Aponte, e do CEO da STX France, Laurent Castaing.

Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC Cruises, apontou o facto de que este é o sexto protótipo concebido e que apresentará “entre outras características altamente inovadoras – um design recordista e concebido futuristicamente que tornará o navio num espaço verdadeiramente único para se desfrutar no mar, maximizando, ao mesmo tempo, o espaço ao ar livre disponível para os passageiros”, valorizando, igualmente, a utilização da mais recente e avançada tecnologia amiga do ambiente, através dos motores movidos a LNG.

Os quatro navios disponibilizados no âmbito desta LOI (Carta de Intenções) – duas encomendas confirmadas e ainda duas em opção – serão entregues em 2022, 2024, 2025 e em 2026. Serão caracterizados por mais de 200 mil toneladas de arqueação bruta, terão disponíveis mais de 2.700 camarotes e uma capacidade de ocupação para aproximadamente 5.400 camas baixas.

 O plano de investimento da MSC Cruzeiros inclui encomendas à STX France para dois navios da Classe Meraviglia e ainda dois Meraviglia-Plus, bem como encomendas à Fincantieri, em Itália, para até três navios de próxima geração da Classe Seaside. O plano engloba igualmente 200 milhões de euros do programa Renaissance para quatro dos 12 navios da frota da companhia, e que também foi realizado pela Fincantieri.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill