Presença de Ana Paula Vitorino assinala e reforça a importância da internacionalização das empresas nacionais.
Factura Única Portuária

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, visita hoje, em Bruxelas, a Seafood Expo Global, em representação do Estado português. A Ministra estará presente no Pavilhão de Portugal que, este ano, conta com a participação de 21 empresas portuguesas. Entre as áreas presente destaque para os congelados, refrigerados e produtos de aquicultura.

De referir que, no ano passado, as exportações atingiram a fasquia dos 1.000 milhões de euros, com Espanha, França e Itália a serem os principais mercados compradores.

A viagem da Ministra tem vários propósitos. Um deles é o de mostrar a “importância da internacionalização das empresas portuguesas na área das pescas e o papel do Estado na criação de condições para novas parcerias de negócio e de partilha de conhecimentos”. Mas tão ou mais importante é o “abrir portas a novos mercados e reforçar a cooperação bilateral no âmbito da Economia do Mar”. E, é nesse sentido que Ana Paula Vitorino se irá reunir, durante a Seafood, com o ministro das Pescas da Noruega, Per Sandberg e com o homólogo das Pescas e dos Oceanos do Canadá, Hunter Tootoo.

Durante o encontro a Ministra aproveitará para apresentar, em primeira mão, o Ocean Meeting, o evento que o Ministério do Mar vai promover, nos dias 02 e 03 de Junho, em Lisboa.

Convém referir que a Seafood é a maior feira mundial do sector alimentar das pescas. No ano passado movimentou cerca de 30 mil profissionais de 140 países.

Programa:
Quarta-feira dia 27 de Abril de 2016

10h00: Reunião com o Ministro da Noruega

11h00: Visita à Seafood Expo Global 2016

14h30: Reunião com o Ministro das Pescas do Canadá

15h30: Encontro com a Imprensa

Local: Pavilhão de Portugal, Bruxelas



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill