Polícia Marítima apoiou três botes, em duas patrulhas
emigrantes

Nos dias 3 e 4 de Fevereiro a Polícia Marítima, que se encontra em acção na Ilha de Lesbos, integrada na operação POSEIDON RAPID INTERVENTION, resgatou 93 refugiados e emigrantes, que se encontravam em dois botes e apoiou uma terceira embarcação. No total, em duas patrulhas, a equipa portuguesa apoiou/resgatou 148 emigrantes e refugiados. Os botes tentavam fazer a travessia entre a Turquia e a Grécia.

Na primeira patrulha a PM detectou um bote que tinha o motor avariado e se encontrava à deriva. A bordo estavam dezenas de refugiados que, devido às baixas temperaturas, corriam o risco de entrar em hipotermia. Segundo informações disponibilizadas pela Autoridade Marítima Nacional o mar estava bastante agitado e as crianças muito assustadas. Situação que levou a PM a decidir resgatar, rapidamente, os refugiados (44) para o interior da embarcação ARADE, começando pelos bebés, crianças e mulheres.

Durante o trajecto até ao porto de Skala Sikamineas, onde todos foram desembarcados em segurança, um dos homens resgatados teve uma dor aguda na coluna, ficando com mobilidade reduzida. A sua condição clinica levou a que tivesse de ser retirado em maca da embarcação portuguesa. Para tal a PM contou com o apoio de voluntários e médicos de Organizações Não-governamentais (ONG) que se encontravam no porto.

De novo no mar a PM detectou um (outro) bote, este com 55 pessoas a bordo. Apesar de a embarcação não aparentar estar em dificuldades a PM verificou que alguns dos emigrantes estavam a beber água do mar. Para impedir o consumo de água salgada, a equipa aproximou-se do bote e distribuiu garrafas de águas e bolachas.

No dia seguinte, a 4 de Fevereiro, a PM resgatou mais 49 pessoas que se encontravam num bote à deriva. Foram resgatados para o o interior da embarcação ARADE e transportados em segurança até ao porto Skala Sikamineas, tendo-lhes sido distribuídas águas e mantas térmicas.

No total das duas patrulhas foram resgatados 93 emigrantes e refugiados, dos quais 34 crianças, 19 mulheres e 40 homens, e apoiadas 55 pessoas.

Até ao momento a equipa já resgatou, em segurança e transportou para terra, 2366 emigrantes e refugiados que corriam risco de vida, sendo 608 bebés e crianças.

A PM vai manter o seu apoio à Guarda-costeira Grega, integrada na missão da agência FRONTEX, até ao dia 30 de Setembro de 2016.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill