Quebra dos rendimentos dos pescadores açorianos esteve na base da decisão

Vasco Cordeiro, presidente do Governo Regional dos Açores anunciou ontem, dia 29 de Fevereiro, a activação do FundoPesca e, simultaneamente, a criação de um grupo de trabalho com o objectivo de “definir a metodologia e os critérios de uma nova medida para reestruturar o sector”. A iniciativa será levada a cabo em conjunto com a Federação das Pescas.

O FundoPesca já foi accionado em Janeiro, com base na análise das descargas de pescado efectuadas em Dezembro, permitindo o pagamento de cerca de 350 mil euros a mais de 1.300 pescadores da Região.

A activação do FundoPesca, para Vasco Cordeiro, vem dar resposta a uma necessidade e uma circunstância conjuntural.

Mas, para o presidente do Governo Regional, só isso não chega. “Nós entendemos que é também necessária uma intervenção mais estrutural para poder melhorar a situação dos rendimentos dos profissionais deste sector.” E foi essa necessidade que esteve na base da decisão da criação do grupo de trabalho. Sendo que, segundo Vasco Cordeiro, a nova medida de reestruturação não será centrada no aumento do esforço de pesca. Será sim criado uma “espécie de resgate que possa acautelar as necessidades de rendimento e de sustentabilidade”, garantindo melhores condições para desenvolver a sua actividade.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill