O projecto SE@PORTS que estuda a integração de sistemas de aproveitamento de energia das ondas em quebra-mares portuários será apresentado amanhã, 12 de Junho, em Leixões.
UNCTAD
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone


Financiado pelo programa OCEANERA-NET, a apresentação do projecto SE@PORTS, terá lugar no Auditório Infante D. Henrique do Porto de Leixões, Leça da Palmeira, partir da 10 horas da manhã.

Tendo como principal objectivo  estudar a integração de sistemas de aproveitamento de energia das ondas em quebra-mares portuários, tendo como casos de estudo o Porto de Leixões e o Porto de Las Palmas, ao longo de dois anos, investigadores de Portugal, Espanha e Bélgica, estudaram o possível desenvolvimento de um modelo conversor de energia das ondas híbrido, especificamente concebido para ser integrado em quebra-mares portuários, tirando partido da sua natural exposição à ondulação marítima. 

A integração de sistemas de aproveitamento de energia das ondas nas estruturas portuárias tem como principal final propósito permitir aos portos satisfazer as respectivas necessidades de produção e consumo de energia eléctrica de forma sustentável.

O evento contará igualmente com a participação de um conjunto de peritos internacionais especialistas na integração de sistemas de conversão de energia das ondas em quebra-mares portuários que partilharão a experiência e o conhecimento sobre estas tecnologias, sendo de destacar os casos da Central Piloto Europeia de Energia das Ondas do Pico, projecto a ser apresentado pela WavEC Offshore Renewables, bem como o projecto da Mutriku Wave Power Plant, a ser apresentado pela  BiMEP, ou ainda o projecyo de desenvolvimento do Conversor OBREC, a ser apresentado pela IMDC. 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill