Investigadores criam protótipo que monitoriza, de forma integrada, os oceanos e garante uma gestão sustentável dos recursos marinhos e a redução dos impactos de riscos ambientais
oceanos
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Chama-se projecto MarinEye (um protótipo multitrófico para monitorização oceânica) e vai fornecer informações que permitem identificar alterações na biodiversidade. Como? Ao fazer uma monitorização integrada dos diferentes componentes dos oceanos. Isto vai disponibilizar informações que permitem, por um lado, detectar alterações na biodiversidade, mas também ver quais os impactos no cliente e descobrir anomalias ambientais. Em última análise o protótipo desenvolvido por um grupo de investigadores portugueses vai promover a gestão sustentável dos oceanos.

O projecto termina em Abril do próximo ano e funciona com quatro módulos que são conjugados num sistema integrado autónomo que vai produzir o protótipo MarinEye. O sistema inclui ainda uma plataforma de integração dos diferentes tipos de dados que vão ser gerados e um software que não só permite visualizar e sumariar os dados mas também desenvolver uma série de modelos cujo objectivo é integrar e identificar inter-relações entre os diferentes parâmetros químicos, físicos e biológicos obtidos através dos diversos módulos do MarinEye.

O projecto está a ser desenvolvido por vários grupos de investigação portugueses provenientes do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR), líder do projecto, Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e Centro de Ciências do Mar e do Ambiente – Politécnico de Leiria (MARE – IP Leiria), cada um deles com um papel específico. O CIIMAR é o promotor do projecto e, juntamente com o IPMA e o MARE-Politécnico de Leiria, forma uma equipa de biólogos e químicos de diversas especialidades responsáveis pela validação das variáveis obtidas com os diferentes módulos do MarinEye. O INESC TEC inclui uma equipa de investigadores na área da robótica, uma equipa especialista no desenvolvimento de sensores em fibra óptica e uma equipa de investigadores especialistas em análise de dados, que vão ser responsáveis pelo desenvolvimento das componentes de robótica, sensores ópticos e software de visualização e integração de dados, respectivamente.

O projecto MarinEye é financiado pelo programa EEA Grants em cerca de 400 mil euros.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill