Um estudo da Universidade de Exeter e da Greenpeace vem, pela primeira vez, divulgar todos os planos de mineração em fundo marinho
Prémio Mário Ruivo
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Naquele que é, provavelmente, o primeiro estudo com uma perspectiva global de todos os planos de mineração em fundos marinhos, quer em águas internacionais, quer em águas sob jurisdição dos Estados, conclui-se que esse tipo de mineração pode causar danos irreversíveis aos ecossistemas, não só da zona explorada, mas em áreas muito maiores.

O estudo, promovido por investigadores da Universidade de Exeter e a organização não-governamental (ONG) ambientalista Greenpeace e publicado no jornal Frontiers in Marine Science, citado pelo Green4Sea, avalia o impacto da mineração em fundos marinhos na destruição física de habitats.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill