A parceria entre a GE e a Nedstack, num momento de pressão sob os navios para que sejam mais sustentáveis, é solução essencial para navios de cruzeiros 100% limpos.
E-log
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A GE e a Nedstack, fabricante de células de combustível, anunciaram uma colaboração para o desenvolvimento de sistemas de células de combustível de hidrogénio destinadas a alimentar embarcações de cruzeiro, que se deslocarão com emissões zero.

 

Sob pressão para cumprir os objectivos da Organização Marítima Internacional (IMO), as empresas começam a rumar para itinerários mais sustentáveis. Pelo que as empresas pretendem substituir os tradicionais motores a diesel por células a combustível e HFO com hidrogénio. “O objectivo final é um sistema verdadeiramente limpo que permita a existência dos primeiros navios de cruzeiro mais sustentáveis ​​do mundo”, referiu a empresa em declaração oficial.

 

Até agora, as empresas já tinham projectado o conceito de uma central de produção de células de combustível a hidrogénio de dois megawatts num navio expedicionário, e o resultado da revisão foi altamente positivo. No entanto, ligar e desligar frequentemente as células de combustível reduz a sua expectativa de vida, o que se torna problemático para as embarcações. Mas no último esboço, as centrais foram projectadas para limitar a frequência de activação e desactivação das células de combustível quando em porto, o que optimiza o sistema e estende a vida útil das células de combustível, tornando-se também fundamental para lidar com os intervalos de cinco anos em docas secas que os navios de cruzeiro enfrentam.

 

“É cada vez mais necessário desligar os motores nos portos. Vimos isso na Califórnia, por exemplo, e a China introduziu uma área de controle de emissões no delta do Yangtsé. No entanto, a tendência está a mudar da redução de emissões para a eliminação total. E atingir isso exigirá uma profunda especialização e inovação – precisamente o que esta colaboração entre a GE e a Nedstack pode oferecer”, referiu o residente e CEO da GE, Azeez Mohammed.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Selvagens Ilhas Afortunadas

    Junho 6
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill