Na última sessão promovida pela AESDP delineou-se a criação de um grupo de trabalho para apresentar um documento consensual com as propostas de acções a implementar já em 2019.
AESDP
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

As sessões promovidas pela Associação de Escolas de Surf de Portugal (AESDP) começaram a dar frutos. Na última sessão deste Domingo, no Centro de Alto Rendimento de Peniche, que contou com 25 associados e 64 pessoas, pode ter sido delineado o próximo passo, que passará pela a criação de um grupo de trabalho composto por representantes dos diversos agentes locais, para posteriormente apresentar um documento, consensual, com as propostas de acções a implementar já na época balnear de 2019.

A necessidade de alterar o contexto regulamentar e ordenamento do surf em Peniche, segundo comunicado oficial, ficou “bem demonstrada pela forte adesão às sessões organizadas pela AESDP”, pelo que assim que o documento estiver pronto e aprovado, passará a fazer parte do edital da Capitania de Peniche, e a dinâmica das praias locais será alterada.

Em concreto, o compromisso passa por limitar o número de licenças emitidas e rever, em geral, o ordenamento nas praias, nomeadamente ao “ordenar a actividade”, estipulando “onde se pode ou não dar aulas de surf”, entre outros aspectos, explicou Afonso Teixeira , da AESDP, ao Jornal da Economia do Mar. Note-se que a AESDP apresentou inclusivamente outros casos nacionais onde esta problemática tem vindo a ser solucionada.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill