EDP Mar Sem Fim
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O projecto EDP Mar Sem Fim lançou um novo site no passado dia 10 de Agosto para “celebrar as duas temporadas passadas”, conforme esclarece a organização, acrescentando que o site “está mais completo, com um resumo de todas as expedições, bolsas e prémios atribuídos ao longo de duas temporadas”.

O EDP Mar Sem Fim “é um projecto pioneiro de descoberta de ondas grandes, perfeitas, desconhecidas e inexploradas”, criado essencialmente para “desenvolver o surf de ondas grandes no nosso país através de um conjunto de explorações com alguns dos melhores e mais consagrados surfistas de ondas grandes em Portugal”, refere a organização.

Produzido pela The Summit Sports Agency (agência gestora de carreiras desportivas de atletas) com o patrocínio da EDP e apoios do Governo Regional dos Açores, Turismo dos Açores, SATA Airlines, G-Shock, Yamaha, Go Pro e NewsSearch, o projecto é “complementado com a atribuição de bolsas de exploração aos surfistas que melhor cumpram” os seus objectivos “e uma edição anual de Prémios de Ondas Grandes”.

Actualmente em curso, a 2ª edição (2015/2016) dos Prémios XXL EDP Mar Sem Fim, que vai premiar as melhores imagens (vídeo ou fotografia) da temporada que decorreu entre 15 Setembro 2015 e 15 de Abril 2016, já recebeu 30 candidaturas (até 10 de Agosto). A data limite para propor candidaturas é 1 de Setembro, mês em que serão conhecidos os vencedores e será lançada a 3ª edição.

Em disputa estão cinco categorias de prémios: “Maior Wipeout” (maior queda, remada ou tow-in), “Melhor Tubo” (maior tubo, remada ou tow-in), “Maior Onda (Remada)” (maior onda surfada em remada), “Maior Onda (Tow-in)” (maior onda surfada em tow-in) e “Maior Onda da Temporada” (maior onda em qualquer das categorias anteriores). A avaliação está a cargo de um painel composto por entidades da área do surf, meios de comunicação, juízes e surfistas.

O concurso está aberto desde 9 de Junho, somente a surfistas portugueses, e as imagens podem ser de ondas em território nacional ou internacional, mas apenas de ondas surfadas com prancha de surf. Os prémios ascendem a 4.500 euros, repartidos da seguinte forma:

“Maior Wipeout”- 500 euros

“Melhor Tubo” – 1.000 euros

“Melhor onda (remada)” – 1.000 euros

“Melhor onda (tow-in)” – 750 euros

“Melhor onda da temporada” – 1.250 euros



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

Não existem eventos agendados de momento.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill