Os preços dos combustíveis erodiram as margens de liquidez da empresa e as incertezas do mercado antecipam perspectivas de resultados conservadoras para 2019
Yang Ming

A empresa taiwanesa de transporte marítimo Yang Ming, em oitavo lugar no ranking mundial da consultora Alphaliner, com 2,9% de quota de mercado, registou perdas líquidas depois de impostos avaliadas em 189 milhões de euros em 2018, contra lucros de 9 milhões de euros em 2017, apesar de as suas receitas terem crescido para 4 mil milhões de euros, mais 8,2% do que em 2017, refere o World Maritime News.

O jornal recorda que os resultados operacionais da empresa foram fortemente impactados pelo aumento global dos preços do combustível, que cresceram 31,17% face a 2017. Em volume de carga movimentada (TEU), a empresa cresceu 11% face ao ano anterior, devido à implementação de uma estratégia de desenvolvimento que, todavia, não impediu a erosão das margens por causa dos preços mais elevados dos combustíveis.

Perante as perspectivas para 2019, que antecipam vários desafios, como o Brexit, a guerra comercial entre a China e os Estados Unidos, a aproximação das regras da IMO sobre os combustíveis marítimos, entre outros, a Yang Ming permanece conservadora quanto à sua previsão de resultados para este ano.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill