O porto torna-se o primeiro da Grécia a entrar no programa de certificados da Green Award Foundation, responsável por atribuir uma certificação “Green Award” aos navios que cumprem determinados padrões de segurança e salvaguarda ambiental.
Porto de Salonica

O porto de Salónica, o segundo maior porto de contentores da Grécia, tornou-se o primeiro a entrar no programa de certificados da Green Award Foundation, responsável pelos procedimentos de certificação Green Award, atribuída aos navios que cumprem determinados padrões de segurança e salvaguarda ambiental.

O porto terá um incentivo para os navios que tenham um desempenho seguro e ecológico – oferece um desconto de 15% nas taxas portuárias para os navios Green Award desde 1 de Janeiro de 2019. Um passo que, na opinião do Chairmain do Green Award, Dimitrios Mattheou, é um grande estímulo à navegação no porto e à navegação mais limpa.

“Espero que este papel de liderança, digno do porto de Salónica, estimule a comunidade de navegação local e periférica e gere grande interesse por parte de outros portos para seguirem este exemplo e tornarem-se parte desta equipa verde global. O porto de Salónica passará, a partir de agora, como membro de nossa comunidade portuária global, a usar o programa Green Award como ferramenta para melhorar os padrões ambientais e de segurança no transporte marítimo”, comentou Dimitrios Mattheou, por ocasião da entrega da placa, no dia 8 de Março.

Considerado um dos portos mais importantes da Europa do Sudeste, o maior porto de comércio de trânsito da Grécia atende às necessidades de aproximadamente 15 milhões de habitantes. Agora, juntando-se aos 36 portos de todo o mundo e a mais 75 empresas do sector, junta-se a uma rede que tem vindo a crescer, aumentando igualmente o seu potencial.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill