O centro, no país líder em tecnologia, pretende melhorar auditorias, inspecções e inquéritos da empresa.
DNV GL

 

A DNV GL lançou um centro de Inteligência Artificial em Xangai com o objectivo de procurar soluções para melhorar as suas auditorias, inspecções e inquéritos. Segundo o comunicado oficial, o centro será dirigido por Michael Chen, funcionário da empresa há 12 anos, com ampla experiência em inovação e desenvolvimento de software, e terá oito funcionários até ao final de 2019.

 

A Inteligência Artificial, considerada uma tecnologia de propósito geral com implicações em todos os aspectos do futuro das operações da DNV GL, implica, no caso, uma visão computacional, bem como esquemas de garantia para os algoritmos propostos. Um passo à frente para a empresa que tem vindo a investir na área da tecnologia, tendo inclusivamente usado a tecnologia disruptiva e, por exemplo, realizado recentemente, pela primeira vez, inspecções a embarcações através de câmaras.

 

Este passo, que vem reconhecer a China como líder mundial em tecnologia, firma mais um importante capítulo na relação da empresa com o país. “Estabelecer um centro de pesquisa com AI dedicado em Xangai permite-nos interagir e beneficiar de desenvolvimentos tecnológicos de ponta. No entanto, procuramos igualmente estreitar a cooperação com as principais empresas chinesas dispostas a implementar serviços avançados baseados em AI”, explicou Pierre C Sames, Director de Tecnologia e Pesquisa do Grupo na DNV GL.

 

“A DNV GL investe constantemente em pesquisa, e no desenvolvimento e inovação e estamos a direccionar 5% das nossas receitas globais para tal neste momento. A nossa ambição é ser líder em tecnologia, explorando novas soluções para o benefício dos nossos clientes. Acredito que estamos a abrir o nosso primeiro centro de pesquisa na China. Estou ansioso para ver os novos projectos desenhados sobre soluções baseadas em AI com os nossos clientes”, referiu Remi Eriksen, Presidente e CEO do Grupo na DNV GL.

 

 

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill