Definição e aplicação de políticas, concessões para operações, medidas de segurança e controlo da navegação estão entre os poderes da autoridade nuclear russa para a Rota do Árctico
IMO
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Presidente Vladimir Putin assinou uma lei que confere à Rosatom, a empresa pública russa responsável pelo complexo energético nuclear do país, amplos poderes sobre a Rota do Árctico e territórios adjacentes.

Entre os poderes da Rosatom nesta matéria estão o de desenvolver e instituir a política estatal russa para a Rota do Árctico, organizar a navegação marítima na zona em interacção com outras entidades, prevenir e resolver acidentes que envolvam derrames petrolíferos e estabelecer acordos de concessão para operar naquela zona.

A Rosatom terá ainda poderes para coordenar diversos assuntos relacionados com infra-estruturas portuárias na Rota do Árctico, designadamente a criação de portos em zonas costeiras daquela zona.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill