A ideia foi avançada em Maputo, numa conferência em que participou, e visa a recolha e partilha de dados sobre o mar entre todos os Estados interessados
Crescendo Azul
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, sugeriu a criação de um observatório da vida marinha e dos oceanos que contemple uma base de dados disponível para os países interessados, durante a conferência «Crescendo Azul», dedicada ao tema «Exploração Sustentável e Compartilhada do Oceano», que decorreu em Maputo nos dias 23 e 24 de Maio.

Na ocasião, Ana Paula Vitorino também insistiu na “necessidade de cooperação internacional na protecção do património marítimo e dos oceanos”, conforme nota oficial no portal do Ministério do Mar, e salientou que se impõe actualmente “uma governação inteligente para o mar e os oceanos, que identifique soluções inovadoras para um aproveitamento sustentável dos ativos que a economia do mar oferece”.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill