Vários analistas e operadores de mercado reconhecem que o Extremo Oriente é cada vez mais determinante para o desenvolvimento do transporte marítimo e está a acolher cada vez mais empresas do sector que escolhem destinos naquela zona do globo para instalarem delegações
Yang Ming
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A apresentação internacional do projecto International Maritime Industries (IMI) na feira comercial Posidonia 2018, em Atenas, confirmou o que muitos operadores do transporte marítimo global têm dito sobre a deslocação para Oriente dos grandes centros de competências do sector.

Sem ser uma novidade, este projecto estimado em 4,4 mil milhões de euros a instalar na costa leste da Arábia Saudita, será um enorme estaleiro e resulta de uma parceria entre a Saudi Aramco, a Lamprell Plc, a National Shipping Company of Saudi Arabia (“Bahri”) e a Hyundai Heavy Industries Co. Ltd. (HHI).

De acordo com Nicholas Brown, da sociedade certificadora Bureau Veritas, citadp pelo World Maritime News, “à medida que o comércio aumenta e o controlo dos navios e mercadorias se desloca para Oriente, assistimos à emergência de novos clusters e centros de navegação”.

O mesmo responsável afirma ainda que cada vez mais os operadores marítimos de todo o mundo admitem a criação de um ambiente fértil ao comércio e à inovação a Oriente, capaz de fornecer serviços e ecossistemas que os armadores, gestores de navios, portos e empresas, entre outros, precisam nesta fase de rápido desenvolvimento e digitalização.

Quanto mais maduras vão sendo as plataformas marítimas do Extremo Oriente, mais cresce a procura pelos seus serviços, principalmente por empresas de transporte marítimo europeias que querem penetrar na florescente economia asiática, em particular do Sul da Ásia e da China.

Um dos melhores exemplos dessa realidade é Hong-Kong, que já beneficia de ser uma importante porta de entrada para a China continental e onde várias empresas europeias relacionadas com o transporte marítimo, da Grécia, Chipre, Irlanda, Benelux, Espanha e mesmo Portugal, estão a instalar delegações.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Segurança

    Setembro 28
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill