Fonte da administração portuária de Setúbal e Sesimbra terá admitido que a APSS não autorizará depor dragados naquela zona até estabelecer um consenso com os pescadores
Portos dos Açores

A Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) não permitirá depor dragados na zona da Restinga “até que haja uma solução de consenso com os pescadores”, admitiu fonte da APSS à Lusa, citada pela TSF. Segundo a mesma fonte, o que está previsto “é que o primeiro local a ser utilizado para deposição de dragados será o aterro, junto ao terminal Ro-Ro, tendo em vista a ampliação dos terminais portuários”.

De acordo com a TSF, numa reunião recente para debater o assunto, esteve presente a associação de pesca Bivalmar, representativa de pescadores “ligados à captura de bivalves” e que terá confirmado o compromisso da APSS. Ausente terá estado a Cooperativa de Pesca de Setúbal, Sesimbra e Sines (SESIBAL), com a qual estará já agendada uma reunião para amanhã.

Segundo terá admitido à Lusa um representante da Bivalmar, a presidente da APSS, Lídia Sequeira, terá garantido que “a deposição de dragados se irá fazer apenas na zona de ampliação dos terminais portuários até que seja encontrada uma solução de consenso dos pescadores”.

“No que respeita ao outro local possível para a deposição de dragados, a sul da barra, numa zona com uma profundidade de cerca de 80 metros, a nossa associação não se opõe”, acrescentou o mesmo representante da Bivalmar, notando que a deposição de dragados tem sempre impactos negativos, que a sul da barra serão menores do que na Restinga, somente com “dois metros de profundidade e de grande importância para captura de bivalves”, refere a TSF.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill