O porto de Setúbal como pólo de desenvolvimento
Porto de Setúbal

A Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS), a aicep Global Parques, a Câmara Municipal de Setúbal (CMS), a Comunidade Portuária de Setúbal, a Sapec Parques Industriais e o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) assinaram um protocolo que prevê acções conjuntas da APSS com parques logísticos, industriais e de serviços adjacentes ao porto.

O protocolo, designado “Região Industrial, Logística e Portuária de Setúbal Rumo ao Futuro”, visa uma comunhão de esforços com o objectivo de reforçar “a competitividade e a divulgação do grande potencial da Região de Setúbal nas actividades ligadas à exportação e importação de mercadorias por via marítima”, conforme referem a APSS e a aicep Global Parques num comunicado conjunto.

Assinado no dia 19 de Janeiro, durante um seminário sobre plataformas logísticas ibéricas, visa, em última análise, captar investimento para a região de Setúbal, onde o porto é o centro de um importante pólo económico desenvolvido na sua proximidade. Um porto que já cresce para o exterior dos limites de Setúbal, “sem constrangimentos de acessos, em respeito pelo ambiente e ordenamento territorial”, como referem a APSS e a aicep Global Parques.

Na ocasião, o presidente do Conselho de Administração da APSS, Vitor Caldeirinha, considerou que o objectivo é “juntar a cidade, indústria, região, comunidade e logística num plano estratégico, coerente, de crescimento com o porto”. Já a presidente da CMS, Maria das Dores Meira, elogiou “a capacidade e a vontade demonstrada por todas as entidades, na forma como se entenderam em torno de objectivos comuns”, e o presidente do IPS, Pedro Dominguinhos, aludiu ao papel do seu Instituto, que vai contribuir para a “produção de conhecimento relevante sobre a região, caracterizando-a”, em parceria com entidades empenhadas em promover a região.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill