A primeira pedra foi lançada Segunda-feira num obra da maior importância também para Portugal

Foi lançada Segunda-feira passada a primeira pedra da nova «Plataforma Logística del Suroeste Europeo», em Badajoz, numa cerimónia em que estiveram presentes o Presidente do Parlamento da Extremadura, Fernando Pedrera, o Embaixador de Espanha em Portugal, Eduardo Junco, do Embaixador de Portugal em Espanha, Ribeiro de Menezes, o Alcaide de Badajoz, Francisco Martínez, bem como um representante do município de Elvas e o Presidente do Porto de Sines, João Franco, em representação também dos portos de Setúbal e Lisboa, entre outras autoridades e entidades.

A primeira fase de construção contemplará duas grandes obras, uma para a infra-estruturação da plataforma logística da primeira área a ocupar, com uma área de 60 hectares e um investimento na ordem de 15,5 M€, e a construção do terminal ferroviário, com um investimento previsto na ordem de 5,6 M€. As obras desta primeira deverão iniciar-se em breve e terão um prazo de execução de 17 meses.

A localização da plataforma, junto à fronteira com Portugal e no eixo do Corredor Atlântico da Rede Transeuropeia de Transporte, posiciona-a estrategicamente para a movimentação de mercadorias por ferrovia com os portos de Sines, Setúbal e Lisboa, situação que ganha mais relevo com a construção da nova linha ferroviária do lado de Portugal.

O terminal ferroviário terá 6 linhas de recepção/expedição e poderá receber comboios de 800 a 1.100 metros, complementado com mais 3 linhas para carga e descarga, com condições para receber comboios de 750 metros. Os cálculos do Governo da Extremadura apontam para uma capacidade de recepção de 11 comboios por dia e uma movimentação de 474.000 TEU por ano.

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill