Lisboa

Foi ontem assinado entre a Lisbon Cruise Terminals Lda (LCT) e a empresa Alves Ribeiro o contrato de empreitada para a construção do novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa. A obra tem início previsto para os primeiros dias deste mês e uma duração estimada de 14 meses. O investimento total no projecto, incluindo a empreitada, ascende a cerca de 23 milhões de euros, para uma área aproximada de13.700 metros quadrados, conforme nos dizia em Julho Ricardo Ferreira, director-geral da LCT.

Ao conquistar a adjudicação da obra, a Alves Ribeiro venceu a Mota-Engil e o consórcio formado entre a Ferreira Construções e a HCI. O projecto do terminal é da autoria do arquitecto Carrilho da Graça e vai enquadrar-se num conjunto de alterações complexas que a Câmara Municipal de Lisboa tem previstas para a «Praça das Cebolas, rotunda de Sta. Apolónia e Av. Infante D. Henrique», conforme nos dizia o mesmo responsável em Julho.

Na ocasião, Ricardo Ferreira dizia-nos que o edifício «tem que preencher todos os requisitos da indústria» e vai ser optimizado para um prazo de 35 anos, o período da concessão atribuída pela Administração do Porto de Lisboa à LCT. Flexível para se ir adaptando às necessidades do tempo, o edifício deverá obedecer aos princípios de «inovação, conforto, eficiência, eficácia e modernidade», dizia-nos então Ricardo Ferreira.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill