O plano admite novas infra-estruturas e meios de suporte à navegação e pode gerar um crescimento do tráfego até às 77 milhões de toneladas em 2024
Arctic Sunrise

O Governo russo preparou um plano para exportação de minerais a partir do Árctico, que inclui 118 projectos destinados a processar e a transportar esses minerais ao longo da Rota do Árctico, refere o Maritime Executive. Segundo a publicação, a implementação do projecto custará cerca de 146 mil milhões de euros até 2030.

Actualmente, já são transportados vários recursos pela Rota do Árctico, como gás natural liquefeito (GNL), petróleo e outros minerais, a partir dos portos de Sabetta e Dudinka (todo o ano) e de Numgi, Pevek e Cape Verde (sazonalmente).

Um aumento do tráfego de mercadorias nesta rota poderia ser obtido através de projectos pontuais que envolvessem a bacia carbonífera de Tamyn e o campo petrolífero de Payaykh, terá admitido o Governo russo, segundo a publicação. E poderia também ser obtido com a construção de infra-estruturas ligando vários pontos da rota, como os campos petrolíferos de Suzunsky, Tagulsky e Lodochnoe, o recurso a mais quebra-gelos e a melhor apoio meteorológico, por exemplo.

Tais projectos poderiam fazer ascender crescer o fluxo de tráfego por esta rota às 77 milhões de toneladas até 2024, o que é próximo das 80 milhões de toneladas anunciadas por Vladiir Putin.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill