Sistema de recolha de dados incorporado nos contentores fornece informações sobre localização e temperatura, entre outras

O novo porta-contentores de 18 mil TEUs CMA CGM Bougainville, da empresa CMA CGM, tornou-se no primeiro navio em todo o mundo a usar a tecnologia Traxens, que «transforma os contentores padrão em objectos inteligentes e conectados», afirmou ontem a empresa.

Graças a esta tecnologia, os contentores a bordo podem «comunicar entre si e com a infra-estrutura de comunicações do navio», através de um sistema de antenas incorporadas. Todos os dados são enviados para a sede da CMA CGM, em Marselha, através de centros de dados Traxens.

De acordo com a CMA CGM, o sistema pode ser operado remotamente e recolhe informação em tempo real, no mar ou em terra, com benefício para a operadora, clientes, seguradoras e agentes alfandegários. A informação transmitida pode incluir dados sobre localização, temperatura, humidade, vibrações, impactos, tentativas de roubo, autorizações alfandegárias, entre outros, o que é particularmente útil no transporte de bens perecíveis.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill