Uma delegação de 12 elementos representativa dos armadores dinamarqueses reuniu-se com os principais responsáveis da Islamic Republic of Iran Shipping Lines (IRISL) para debater eixos de cooperação após o levantamento pleno das sanções comerciais ao Irão.

De acordo com o Director da IRISL, Mohammed Saeedi, citado por meios de informação internacionais, o levantamento das sanções será extensível ao transporte marítimo e proporcionará um incremento das relações entre os armadores dinamarqueses e iranianos.

O mesmo responsável sublinhou que no âmbito destas negociações, as empresas dinamarquesas demonstraram interesse em cooperar com a IRISL e a Maersk revelou vontade de estender a cooperação que já desenvolve com o Irão no off-shore a projectos com a Iran’s National Oil Company.

“Uma das vantagens do Group Maresk reside nas suas linhas de porta-contentores e a empresa poderia trabalhar conjuntamente com a IRISL, quer nas linhas internacionais, quer nas linhas entre os dois países”, considerou Mohammed Saeedi.

Neste encontro, além da IRISL, também a Iran’s National Oil Company, Gas Export, Maritime Installations, a National Iranian Tanker Company e a associação dos armadores do Irão manifestaram as suas expectativas de poderem vir a cooperar com as empresas dinamarquesas.

Entretanto, o porta-contentores Domitille, com capacidade para 9.400 TEUs, da MSC, atracou no porto iraniano de Shahid Rajei, segundo informou a Mehr News Agency, citando Ebrahim Idani, director-geral da Organização Marítima e de Portos da Província de Hormozgan.

De acordo com Ebrahim Idani, a chegada do Domitille assinala o começo de escalas semanais dos porta-contentores da MSC naquele porto e o regresso da companhia ao Irão apos seis anos de serviços suspensos. Proveniente do porto de Shangai, o navio atracou com 1.162 TEUs de carga.

A companhia segue assim os passos da CMA CGM, United Arab Shipping Co. e da China Shipping Container Line, que já escalam o porto de Bandar Abbas nas suas rotas entre o Extremo e o Médio Oriente desde Agosto de 2015.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill