Autoridade Portuária de Valência

Autoridade Portuária de Valência aprovou um regulamento que atribui preferência na atracagem nos terminais de contentores da Noatum às companhias que preencham certos requisitos, refere o jornal Transporte XXI. As novas regras entrarão em vigor quando estiver operacional para contentores o Cais da Costa, que tem vindo a ser ampliado.

No total, a Noatum disponibilizará um total de 1.968 metros de cais para contentores preferenciais (1.440 metros do Cais Princípe Filipe, 340 do Cais Este e 538 do Cais da Costa), sendo os remanescentes 350 metros destinados a navios que não cumpram nenhum dos requisitos de preferência.

O novo regulamento prevê dois tipos de garantias, nao acumuláveis, durante um prazo máximo de 24 meses, refere o jornal. Uma estabelece que devem ter preferência na atracagem navios que tenham escalado o porto nos dois últimos anos e movimentado mais de 500 mil TEU no último ano no terminal da Noatum ou confirmem uma previsão anual deste volume. Outra, prevê que possam beneficiar de um procedimento designado Ventana de Atraque (conhecido por Janela) os navios que tenham movimentado mais de 25 mil TEU no último ano ou confirmem uma previsão anual de igual volume.

De acordo com o jornal, a primeira garantia parece feita à medida da MSC e da Maersk, os dois principais clientes do terminal da Noatum. Nesse contexto, importa recordar que a medida implica um ratio de utilização de um metro de atracagem por cada 1.350 TEU.

Citando a autoridade portuária, o jornal refere que com este prcedimento ”não se pretende desvirtuar o carácter de terminal público da Noatum, mas tão somente satisfazer o desejo das companhias de dispôr de sistemas de garantia de atracagem que lhes permita, assegurando a sua atracagem à chegada ao porto, reduzir ou eliminar as demoras que se poderiam gerar”.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill