Embora tenha registado resultados líquidos 46,1 milhões de euros abaixo do 1º semestre do ano anterior, a empresa melhorou o EBITDA e o EBIT, bem como aumentou o volume de carga transportada
Hapag-Lloyd
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O volume de transporte da Hapag-Lloyd aumentou 14%, para 4,2 milhões de TEU, no primeiro semestre deste ano face ao período homólogo de 2016. Este valor, consolidado desde 24 de Maio, inclui quase 250 mil TEU provenientes da United Arab Shipping Company (UASC), com a qual a Hapag-Lloyd se fundiu nessa data.

No mesmo período, a Hapag-Loyd registou um EBITDA (sigla inglesa para lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 360,4 milhões de euros, contra 196,7 milhões no período homólogo do ano anterior, e um EBIT (sigla inglesa para resultados antes de juros e impostos) de 87,3 milhões de euros, contra -39,7 milhões de euros no primeiro semestre de 2016.

Segundo a empresa, as tarifas combinadas da Hapag-Lloyd e da UASC atingiram 1,056 euros por TEU, 1% acima do valor das tarifas da Hapag-Lloyd no primeiro semestre de 2016, e as receitas cresceram para 4,518 milhões euros (contra 3,785 milhões no primeiro semestre do ano anterior), incluindo já 199 milhões de euros resultantes da inclusão da UASC.

Foi igualmente registada uma quebra de 46,1 milhões de euros nos resultados líquidos do grupo, bastante abaixo da verificada no primeiro semestre de 2016 (-142,1milhões de euros). Segundo a empresa, a fusão com a UASC deverá gerar poupanças anuais de 364 milhões de euros a partir de 2019.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill