A Ucrânia abriu concursos para dragagens nos acessos aos portos de Berdiansk e Mariopol
Expedição Five Deeps
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Autoridade Ucraniana de Portos Marítimos (AUPA), criada para o desenvolvimento de infa-estruturas portuárias na Ucrânia, lançou dois concursos para dragagens nos portos de Mariopol e Berdiansk, no Mar de Azof, e que estarão abertos a candidaturas até 14 de Janeiro de 2019, referiu o World Maritime News.

De acordo com o jornal, citando a AUPA, as dragagens visam anular as restrições de profundidade dos portos às operações marítimas e assim aumentar a competitividade dos dois portos, reduzindo os custos das operações de transhipment que ali decorrem.

Os candidatos selecionados terão que remover 1,85 milhões de metros cúbicos do canal de aproximação ao porto de Berdiansk e das águas interiores do porto, bem como 1,9 milhões e metros cúbicos do porto de Mariopol, onde o principal trabalho será no canal de aproximação ao porto de carvão.

Recorde-se que estes portos ucranianos adquiriram particular visibilidade recentemente na sequência da apreensão de dois navios da Ucrânia e respectivos tripulantes pela Marinha russa, precisamente no Estreito de Kerch, que separa o Mar de Azof e o Mar Negro. O bloqueio russo à navegação entre os dois mares, no decurso desta ocorrência ou no contexto de tensão entre a Rússia e a Ucrânia naquela zona desde a anexação da Crimeia por Moscovo poderia ter consequências drásticas para estes portos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill