A empresa instalou um sistema denominado SigSil - Sistema Integrado de Gestão Silar, que optimizou a eficiência operacional e administrativa
Ministério do Mar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A empresa de logística e agro-alimentar Silos de Leixões (SdL), implementou um sistema tecnológico de agilização dos seus processos logísticos no porto de Leixões (descarga de navios, armazenagem silar, salas de comando, expedição rodoviária) denominado SigSil – Sistema Integrado de Gestão Silar, que lhe permitiu optimizar a respectiva eficiência operacional.

Desenvolvido e implementado pela FORDESI, o SigSil “suporta os processos logísticos e a gestão de quantidades, integrando a recepção marítima e expedição rodo-ferroviária, a armazenagem (silar e armazéns), o atendimento self-service e as portarias non-stop”, refere esta empresa.

Ainda segundo a FORDESI, “uma aplicação mobile, faz a ligação ao terminal e à doca para a descarga de navio por porão, o registo de meios, controlo de viaturas, ocorrências e eventos de HACCP”, sendo que “a facturação é automática com ligação ao ERP SAP” e “um portal web para clientes e distribuidores automatiza os serviços com os stakeholders”.

A empresa refere também que o sistema “permite que toda a informação de operações, produtos, clientes e distribuidores esteja optimizada, consistente e disponível, num único sistema de informação automatizado pela ligação aos vários sistemas de controlo, automação e pesagem da infra-estrutura”

E acrescenta que “esta estratégia permite que, num único portal de serviços, a Sdl, clientes, distribuidores e indústria troquem toda a informação para agilizar a sua logística, como sendo os próprios a registar ordens de movimentação e entrega ou, simplesmente, visualizar relatórios de movimentação”.

A mesma empresa sublinha ainda que “com a gestão de portarias non-stop verificou-se uma melhoria acentuada em todos os processos de entrada, pesagem e saída de camiões, permitindo a reversibilidade de vias caso seja necessário” e que “os motoristas têm ao seu dispor quiosques self-service que permitem a verificação automática de autorizações, quantidades e saldos, processo totalmente digital e sem intervenção humana”.

Para Miguel Tomé, Gerente e Director de Operações da SdL, “o Sigsil veio responder a uma necessidade de aumento de eficiência e controlo dos processos operacionais e administrativos desenvolvidos na Silos de Leixões”, notando que “estes objectivos foram atingidos através da total informatização e integração de processos, permitindo obter toda a informação e interacção com os diversos stakeholders, em tempo real”.

De acordo com o mesmo responsável, “a utilização do SigSil, com elevado nível de customização e apresentando a flexibilidade imposta pela evolução do negócio, aumentou significativamente a qualidade e rapidez no acesso à informação gerada e diminuiu acentuadamente o lead time das muitas dezenas de camiões que diariamente carregam na Silos de Leixões”.

O nosso jornal procurou apurar o valor do investimento da Silos de Leixões junto da empresa, que optou por não o divulgar publicamente.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill