Intitulado Seashuttle, o projecto da operadora multimodal europeia Samskip, pretende ligar a Polónia, os portos suecos da costa oeste e o fiorde de Oslo.
Seashuttle
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Foi recentemente anunciado aquele que será o primeiro projecto para introduzir no mercado navios porta-contentores autónomos sem emissões poluentes – Seashuttle – desenvolvido pela Samskip, uma das principais operadoras multimodais da Europa, com o apoio de parceiros como a FlowChange, empresa de tecnologia, e a HYON and Massterly, integradora de hidrogénio.

O projecto Seashuttle, uma das seis iniciativas incluídas no programa ‘PILOT-E’, que, sujeito à tutela estatal norueguesa, envolve uma dotação de 100 milhões de euros para agilizar o desenvolvimento de soluções sustentáveis do sector, coincide com a atribuição de 6 milhões de euros por parte do Governo da Noruega ao projecto.

Deste modo, far-se-ão dois navios eléctricos para ligar a Polónia, os portos suecos da costa oeste e o fiorde de Oslo à base de células de hidrogénio de última geração para propulsão, uma vez que “a navegação verde é um sector onde a Noruega pode ser líder mundial tecnológico”, afirmou Anita Krohn Traaseth, CEO da Innovation Norway, acrescentando que os “prémios PILOT-E ​​deste ano mostraram que há planos empolgantes para tornar os navios mais ecológicos”.

“Os exportadores procuram cada vez mais soluções de transporte de emissões reduzidas, mas precisam ter certeza sobre faibilidade, frequência, eficiência e custo-benefício”, explica Are Grathen, responsável da Samskip Norway. Pelo que, este projecto, distinguindo-se pela “combinação de combustível e tecnologia que o tornará competitivo em relação às soluções existentes”, é o que o sector procura – um projecto fiável com ambições realistas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill