O Adriano Knutsen deverá ser o maior navio de bandeira espanhola, fretado para transportar anualmente 2 milhões de metros cúbicos de GNL, e deverá passar por Sines na viagem que iniciará em Julho, no Texas
Haifa Port Company
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O metaneiro Adriano Knutsen, que será o maior navio de bandeira espanhola, está “praticamente finalizado, aguardando apenas as conclusões dos testes de mar e carga antes da entrega”, devendo iniciar viagem em Julho, num trajecto que incluirá o porto de Sines, revelou a empresa energética espanhola Endesa, que fretou esta unidade para “o transporte anual de dois milhões de metros cúbicos de gás natural liquefeito (GNL)”.

Com “um comprimento de 300 metros, 48 metros de largura (a largura máxima permitida para atravessar o Canal do Panamá) e 26,4 metros de escora (altura da quilha ao convés principal)”, conforme explica a Endesa, o navio custou 164 milhões de euros (185 milhões de dólares) e pode transportar um volume de GNL equivalente “ao consumo de um dia de toda a Espanha ou a oferta anual média para uma cidade de 170.000 residências”.

“Depois de em 2014 ter fechado a compra de dois milhões de metros cúbicos à LNG Cheniere Energy, no porto de Corpus Christi, nos EUA, cuja operação comercial está prevista para o ano de 2019, a Endesa embarcou pela primeira vez no sector marítimo de GNL com a contratação de navios metaneiros recém-construídos pela empresa de transporte Knutsen”, refere a empresa espanhola.

Desta forma, a Endesa cobre “parte do seu abastecimento de gás para os próximos 20 anos com opções muito mais flexíveis e competitivas do que a tradicional contratação da entrega de GNL no destino”, refere a empresa. Segundo a Endesa, o contrato de fretamento com a Knutsen, no valor de 22,1 milhões de euros (25 milhões de dólares), “é de sete anos, com dois períodos de extensão de sete e seis anos, que vai garantir parte das necessidades dos contratos de transporte para a compra de GNL nos próximos anos, tanto para a Endesa como para o Grupo Enel”, a que pertence.

Segundo a Endesa, por ano, a partir de Corpus Christi, no Texas, “poderão ser feitas 12 viagens no Atlântico ou do Pacífico mais seis viagens no exterior”. O calendário da viagem de Julho não está fechado e, além de Sines, prevê escalas em Espanha nos portos de Huelva, Barcelona, Bilbao, Ferrol, Cartagena e Sagunto.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Selvagens Ilhas Afortunadas

    Junho 6
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill