A empresa, que melhorou os seus resultados no primeiro trimestre, assinou um MoU com algumas empresas que pode contemplar a aquisição de novos navios.
Fuligem
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A companhia de transporte marítimo da Formosa (Taiwan), Yang Ming, assinou com as empresas de transporte marítimo Taiwan International Ports Corporation, Tungya Transportation & Terminal, Taiwan Navigation, T.S. Lines e Chunghwa Post, um Memorando de Entendimento (MoU) para estabelecer uma parceria, refere o World Maritime News.

Sem detalhar o objecto da parceria, o anúncio surge no âmbito do lançamento do plano de renovação de frota por parte da Yiang Ming, que vai acrescentar 20 novos navios à sua frota para substituir os antigos, em dois ou três anos. Os primeiros 10 navios, de 11 mil TEU cada, já foram encomendados à Jiangsu New Yangzijiang Shipbuilding e à Imabari Shipbuilding, e devem ser entregues em 2020.

Entretanto, refere o jornal, a empresa tem planos para encomendar a construção de 10 porta-contentores de 2.800 cada um.

É de notar que a Yang Ming, conforme apurou na sua 331ª Reunião de Conselho, segundo comunicado oficial, consolidou receitas de 890 milhões de euros no último trimestre, representando um aumento de 2,58% em relação ao ano passado (cerca de 870 milhões de euros). Sendo que também o volume de carga aumentou 9%, para 1,22 milhões de TEUs.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill