AMISCO
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Até ao final do ano, o armador estoniano AMISCO deverá ter a sua frota de seis porta-contentores e cargueiros multiusos registada no Registo Internacional de Navios da Madeira (MAR) e a médio prazo espera instalar toda a sua operação na Região Autónoma da Madeira.

A AMISCO registou os dois primeiros navios em 2015 e este ano registou outros dois, além de ter aberto uma empresa no Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM), onde será feito, numa primeira fase, o crew management.

Para Alan Noor, managing diretor da AMISCO, “o MAR tornou-se atractivo e dinâmico, um verdadeiro concorrente aos maiores registos da União Europeia, graças à qualidade dos serviços prestados”. O mesmo responsável considera a Madeira pode tornar-se um maritime hub no Atlântico e recorda os exemplos de Malta e Chipre no Mediterrâneo.

Para a European International Shipowners Association of Portugal (EISAP), que representa os armadores internacionais com navios registados no MAR, incluindo a AMISCO, esta é uma boa notícia. De acordo com Roberto Lorenz-Meyer, presidente da associação, isto “é um exemplo da importância do MAR, não só para a angariação de receitas fiscais, mas também para potenciar a criação de um cluster marítimo na Madeira e em Portugal”.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill