Na madrugada de hoje, 16 de Janeiro, a Polícia Marítima, numa patrulha nocturna, resgatou 45 refugiados sírios, dos quais 16 eram bebés e crianças. No grupo seguiam também 11 mulheres (duas das quais idosas) e 18 homens.

A embarcação onde seguiam os 45 emigrantes estava à deriva em águas territoriais gregas por falta de combustível. O mar estava agitado, o vento estava forte e a temperatura do ar rondava os 2 graus centígrados.

Perante este cenário a PM embarcou os refugiados começando pelos que apresentavam sinais visíveis de grande cansaço e má disposição devido à agitação marítima – as crianças e as mulheres. Os refugiados foram depois transportados para o porto mais próximo, o porto de Molivos. O bote onde seguiam foi rebocado, com os pertences dos refugiados, para terra.

A PM vai manter o seu apoio à Guarda-costeira Grega, integrada na missão da agência FRONTEX, até ao dia 30 de Setembro de 2016. Até ao momento a equipa já resgatou, em segurança e transportou para terra, mais de 2000 emigrantes e refugiados.

 

 

 

 

 

 



Um comentário em “Grécia: Polícia Marítima resgata 45 refugiados”

  1. Hosting diz:

    Impossivel libertarmo-nos do mar como impossivel libertarmo-nos de Pessoa, como impossivel libertarmo-nos do sangue salgado de Portugal que sempre nos corre mesmo nas mais infimas e remotas veias …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill