Patrulha realizada no início da noite de sábado encontrou uma embarcação em dificuldades. Transportava 52 pessoas.
Polícia Marítima

Na noite de sábado, dia 28 de Novembro, a equipa da Polícia Marítima, que se encontra integrada na missão POSEIDON SEA, na Ilha Grega de Lesbos (desde o início de Outubro), resgatou 52 emigrantes, dos quais 25 eram bebés e crianças.

O caso ocorreu no início da noite, durante uma patrulha. A equipa da Polícia Marítima detectou que a outra embarcação estava, com dificuldade, a entrar em águas territoriais gregas. De realçar que, na altura, o mar estava muito agitado e o vento estava forte.

Ao abordar a embarcação a Polícia marítima encontrou 25 crianças que rapidamente colocou a bordo – juntamente com 11 mulheres e 16 homens. Todos aparentavam sinais visíveis de grande cansaço e má disposição associada à agitação marítima. Já na embarcação foram distribuídas mantas térmicas e águas.

Segundo informações disponibilizadas pela Polícia Marítima os 52 emigrantes foram imediatamente transportados para o porto mais próximo, o porto de Skala  Sikaminea. Em terra foram observados por ONG’s e por médicos que ajudaram no desembarque.

A equipa da Polícia Marítima, inserida na Operação Conjunta POSEIDON SEA 2015, no mar Egeu, termina no dia 30 de Setembro do próximo ano e tem como objetivo cooperar no controlo e vigilância das fronteiras marítimas gregas e no combate ao crime transfronteiriço.

 

 

 

 

 

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill