MIMRee
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O projecto Windfloat, para produção de energia eólica numa plataforma flutuante offshore, vai passar à fase de construção, segundo informam meios de comunicação franceses. Segundo referem, será instalado um parque piloto com três unidades de 5 a 8 MW, e meios de comunicação portugueses adiantam Viana do Castelo como destino.

Depois de cinco anos de testes, o protótipo, instalado ao largo da Aguçadoura, na Póvoa de Varzim, será desmantelado durante o Verão e transportado até terra para um exame à turbina Vestas, de 2 MW. Durante o período de testes, o protótipo resistiu a ondas superiores a 17 metros de altura e ventos de 60 nós (110 Km/H), injectando 17 GWh de energia eléctrica na rede local.

No site oficial da Principle Power, refere-se que “a tecnologia provou ser fiável e competitiva; agora queremos elevá-la a outro nível, através de um projecto de várias unidades; o projecto Windfloat Atlantic, com o Estado português e o sistema de apoio da União Europeia NER300, é um dispositivo de 3 unidades, de 25 MW, de sistemas Windfloat, já em avançado estado de desenvolvimento em Portugal”.

De acordo com os meios de informação franceses, a Principle Power, o parceiro tecnológico de um consórcio que também integra a EDP, a Repsol, a sociedade de capital de risco Portugal Ventures e a empresa metalúrgica A. Silva Matos, pretende avaliar as alternativas possíveis para a reorientação do projecto e concentrar-se a curto prazo nos mercados de Portugal, Estados Unidos, França, Reino Unido e Japão.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill