Na próxima Primavera, a Wavec vai promover um workshop no congresso da Associação Internacional da Ciência Regional sobre a importância da recolha de dados para o conhecimento dos oceanos e os meios cada vez mais sofisticados necessários para o efeito
Greater Sunrise
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Wavec Offshore Renewables vai organizar uma sessão sobre observação e exploração do mar profundo no âmbito do 12º Congresso da Associação Internacional de Ciência Regional (RSAI, na sigla em inglês), que decorrerá em Goa, na Índia, de 29 de Maio a 1 de Junho deste ano, sob o tema «Sistemas Espaciais; Integração Regional, Desenvolvimento Regional e Sustentabilidade».

De acordo com a Wavec, estarão envolvidos na sessão António Sarmento, da Wavec, António Pascoal, do Instituto Superior Técnico (IST) e da Universidade de Lisboa, Miguel Miranda, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e da Universidade de Lisboa, e Ramiro Neves, do IST e da Universidade de Lisboa.

A sessão tratará da questão da obtenção de dados sobre o mar e a atmosfera, que são cada vez mais importantes para o conhecimento dos oceanos (ao nível do fundo do mar e da coluna de água, por exemplo, e nos planos do espaço e do tempo), e dos meios já utilizados e dos que são considerados necessários para esse efeito. É um tema complexo que constitui, provavelmente, um dos grandes desafios da Humanidade.

Face a este desafio, estará em destaque a informação proveniente dos satélites, que requer instrumentos de processamento especiais para bom aproveitamento dos dados, sem esquecer os nano-satélites e os micro-satélites (determinantes para obter dados em escalas espacial e temporal sem precedentes), os robots marinhos e ferramentas de modelação numérica (essenciais para estabelecer mecanismos de previsões).

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill