Com vento fraco a frota da Volvo Ocean Race partiu para a 10ª etapa.
Volvo Ocean Race
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A frota da Volvo Ocean Race já partiu de Cardiff para a 10ª etapa, rumo a Gotemburgo, na Suécia, e com pouco menos de 24 horas, os seis veleiros estão separados por menos de três milhas, enquanto o vento continua fraco, não permitindo à frota passar dos 10 nós.

O Dongfeng, liderado por Charles Caudrelier, assumiu a liderança na noite de Domingo, depois do Team Brunel e o MAPFRE terem entrado numa zona quase sem vento. “Esta etapa é complicada”, explicou Dee Caffari, skipper do Turn the Tide on Plastic. “Muita terra em ambos os lados, muitos promontórios, muitas variações de maré e depois algumas plataformas de petróleo e parques eólicos. Vai ser duro para o navegador, especialmente porque não ficaremos longe da vista do resto da frota. Vai ser animado”.

Com 1.300 milhas, a 10ª etapa é a menor de todas as onze etapas, ainda assim é crucial. Neste momento, apenas três pontos separam Dongfeng, MAPFRE e Brunel na classificação geral.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Segurança

    Setembro 28
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill