A prova partiu ontem de Hong Kong, com destino a Auckland
Brunel
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

AkzoNobel, a equipa do skipper Simeon Tienpont, liderou a frota da Volvo Ocean Race na linha de partida em Hong Kong, ontem de manhã, a marcar o início da 6ª etapa. Com um vento ligeiro de 8/9 nós, AkzoNobel, SHK/Scallywag e o Brunel, foram os primeiros a cruzar a linha, numa saída à bolina, em direcção a Auckland, na Nova Zelândia.

“Vai ser predominantemente contra o vento e vai ser difícil nos primeiros dias”, referiu Dee Caffari, do Turn the Tide on Plastic.”Pode ser bastante difícil a saída de Hong Kong”, concordou Simeon Tienpont, do AkzoNobel. “Eu não ficaria surpreso se apanhássemos ventos bastante fortes”, acrescentou.
Com previsão de ciclones tropicais, que podem atingir a frota, a direcção da regata adicionou uma zona de exclusão, estendendo-se por 20 graus de longitude a leste das Filipinas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Curso MRV

    Março 1 - Março 2
  2. V Conferência de Engenharia Naval

    Março 1 @ 14:00 - Março 2 @ 18:00
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill